Gestão da Qualidade

Controle e Melhoria de Processos

Melhore e otimize os processos da sua empresa.

Objetivo:

A Consultoria objetiva permitir à empresa controlar, melhorar e desenvolver novos processos através da utilização de ferramentas de inovação, possibilitando a abertura de novos mercados, ganhos de eficiência, qualidade, aquisição de novos conhecimentos e métodos organizacionais com incremento de produtividade, vendas, lucro e competitividade da empresa.

Por favor, preencha às questões abaixo para que seja possível gerar a cotação:
    • R$
    • R$
    • R$
    • R$
    • R$
    • R$
    • R$
    • R$
    • R$
    • R$

R$ 2.996,00

Divida sem juros no cartão
SOLICITAR PROPOSTA

Informação adicional

Em que setor a empresa melhor se enquadra?

Agronegócio, Comércio, Economia criativa, Indústria, Serviços, Turismo

ENTREGAS:

a) Relatório de diagnóstico e análise contendo registros mínimos por sistema e análise crítica; E mapa de modelagem de processos do estado atual; assinado pela empresa demandante;

b) Relatório Técnico Final contendo bases e premissas utilizadas, tarefas executadas, mapas as is e to be, resultados obtidos e oportunidade de melhoria.

SAIBA MAIS:

ETAPA 01 | ALINHAMENTO DA PROPOSTA

1.1 Realizar reunião de abertura junto ao cliente, para nivelamento do escopo do trabalho e validação do planejamento de execução dos serviços, composto de cronograma resumido com os principais eventos, agendas de reuniões e definição dos responsáveis pelo acompanhamento dos serviços por parte do cliente e da prestadora de serviço tecnológico.

 

ETAPA 02 | DIAGNÓSTICO E ANÁLISE DA SITUAÇÃO ATUAL

2.1. Diagnóstico da empresa e dos seus processos, observando os seguintes aspectos, quando aplicáveis:

• Identificação de saídas, entradas, clientes e fornecedores do processo;

• Observação de campo;

• Coleta e análise de documentos existentes (evidências);

• Identificação de sistemas legados;

• Análise dos sistemas legados;

• Avaliar custos de matérias primas e insumos, custos de transformação, etc, e nas informações sobre os produtos (saídas) resultados de custos de produtos, índice de eficiência, produtividade, nível de qualidade obtido, quais mudanças de processos, ferramentas, novas matérias primas e automação podem ser utilizadas visando ganhos de produtividade e redução de custos?

• Avaliar o nível de tecnologia associado aos processos produtivos existentes, como existência de automação nas etapas do processo de produção. Caso seja aplicado solução para inclusão de automação, quais os ganhos de qualidade e produtividade esperados e qual o retorno do investimento para solução de automação proposta? Avaliar o nível de tecnologia, obsolescência em que se encontram os equipamentos existentes e comparar com as soluções aplicadas no mercado atual

• Qual o novo patamar de produtividade teria a empresa e qual o pay-back deste investimento. Avaliar planejamento e gestão de manutenção existente. Qual a viabilidade de implantação de ferramentas e técnicas de gestão de manutenção? Qual o ganho esperado de produtividade? Existem passivos de segurança? Esses passivos estão catalogados, identificados e possuem plano para tratamento? Quais são as principais referências (benchmarking) deste segmento de negócio e em que estágio se encontra a organização?

• Que soluções podem ser aplicadas em cada etapa visando a redução de lacunas entre a organização e o que existe de referência no setor, tendo em conta a realidade da organização e o acesso as diferentes fontes de soluções de inovação disponíveis no mercado.

• Coleta de informações dos produtos existentes. Avaliar os custos de formação dos produtos existentes, preço de venda e margem de lucro. Que ações, ferramentas e tecnologias podem ser desenvolvidas nas áreas de produção, design, marketing, vendas no sentido de aumentar a margem de lucro, melhoria no posicionamento do produto no mercado, melhoria de imagem? Avaliar o posicionamento e ciclo de vida do produto. É necessário o desenvolvimento de novos produtos ou adequações no produto existente como forma de reposicioná-lo no mercado?

• Coleta de informações dos processos organizacionais existentes. Analisar rotinas de suprimentos (compras), controle de estoques de matérias primas, insumos, produto acabado, suprimento das linhas de produção, atendimento ao mercado, logística (distribuição). Avaliar se os métodos e ferramentas utilizados possibilitam atender as expectativas dos clientes internos e externos. Avaliar qual o custo desta estrutura e comparar com nova estrutura se fossem implantados novas ferramentas, processos, sistemas e novos conhecimentos. Avaliar o grau de padronização das rotinas existentes e correlacionar ganhos com a implantação da padronização dos processos operacionais.

• Definição da notação, padrão e ferramenta de modelagem.

 

2.2. Modelagem de Processos (Mapa do Estado Atual – “As Is”):

– Listagem de todas as atividades que existem no processo;

– Ordenação das atividades de acordo com a sequência atual do processo;

– Execução do desenho dos Diagramas de Processo do modelo do “As Is”;

– Validação do modelo;

– Apresentação do modelo.

 

2.3. Análise dos Processos Modelados (“As Is”):

– Análise do modelo do processo elaborado na etapa anterior;

– Detecção de ineficiências (retrabalhos e gargalos);

– Detecção de atividades que utilizam sistema legado;

– Validação da análise crítica com a Empresa demandante;

– Aprovação da análise pela Empresa.

 

ETAPA 03 | PROPOSIÇÃO DE MELHORIAS NOS PROCESSOS E DESENVOLVIMENTO DE NOVOS PROCESSOS

Com base no(s) diagnóstico(s) e análise(s) realizada(s) na etapa anterior deve-se organizar as informações e orientar a empresa para o processo de melhoria, como recomendado:

 

3.1. Redesenho de Processos e Desenvolvimento e Novos Processos (Mapa do Estado Futuro – “To Be”)

– Desenho dos Diagramas de Processo do modelo do “To Be”;

– Validação do modelo com a Empresa demandante;

– Aprovação do modelo pela Empresa.

• Planejamento e implementação do novo modelo:

– Realização do planejamento da implementação;

– Estabelecimento de objetivos e metas;

– Implementação do modelo de “To Be”.

 

3.2. Coleta de dados para verificação de melhorias

– Realização de repasses técnicos (se necessário);

• Avaliação da implementação do novo modelo:

– Análise dos dados coletados na etapa anterior;

– Comparação de resultados alcançados.

 

3.3. Encerramento

– Caso a meta tenha sido alcançada, adoção do novo modelo como padrão;

– Caso a meta não tenha sido alcançada, identificação de causas do não atingimento da meta;

– Definição do ciclo de melhoria contínua.

OBSERVAÇÃO:

a) A consultoria engloba 04 (quatro) visitas presenciais.

BENEFÍCIOS:

• Melhoria da Competitividade;
• Aumento da produtividade (otimização na utilização de recursos);
• Aumento de demanda, confiabilidade operacional (eficiência) e atendimento ao cliente;
• Fortalecimento e ativação de marca;
• Ganhos de novos mercados;
• Maior controle e monitoramento do processo produtivo;
• Implementar gestão do conhecimento dos processos redesenhados;
• Ganhos de conhecimento (novas práticas empresariais);
• Padronizar as atividades do negócio;
• Aumento da margem de lucro;
• Acompanhamento de processo via indicadores chaves de desempenho de processo.

ATENDE AOS SETORES:

Comércio, Indústria, Serviço

ATENDE AOS SEGMENTOS:

Todos.

PÚBLICO ALVO:

Empresa de Pequeno Porte, Microempresa